Tamanho do texto

Valor foi 17,6% inferior ao registrado em abril e 37,6% menor que o de maio do ano passado

Agência Estado

Títulos remunerados pela inflação (NTN-B e NTN B Principal) foram os mais procurados em maio
Getty Images
Títulos remunerados pela inflação (NTN-B e NTN B Principal) foram os mais procurados em maio

O montante financeiro vendido no Tesouro Direto em maio foi de R$ 189,3 milhões, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira (26) pelo Tesouro Nacional.

O valor foi 17,6% inferior ao registrado em abril (R$ 229,6 milhões) e 37,6% menor que o de maio do ano passado (R$ 303,5 milhões).

-Veja também: Opções para investir com a Selic em 8%

Os resgates de maio somaram R$ 200,3 milhões, sendo R$ 137,54 milhões correspondentes a recompras de papéis e R$ 62,8 milhões referentes a vencimentos de títulos.

De acordo com o Tesouro, os títulos remunerados pela inflação (NTN-B e NTN B Principal) foram os mais procurados pelos investidores no mês passado, respondendo por 58,3% das vendas. Já os papeis prefixados (LTN e NTN-F) tiveram 26,9% de participação no total vendido, seguidos pelos títulos atrelados à taxa Selic (LFT), com 14,8%.

O balanço mensal do programa mostra ainda que 39,9% das vendas em maio se deram em títulos com prazos de vencimentos entre um e cinco anos, enquanto 31,6% tinham prazo de cinco a 10 anos e os 35,4% venciam em um prazo mais longo, acima de 10 anos. Das 18.456 operações de venda realizadas no mês, 70,5% tiveram valor inferior a R$ 5 mil, mas o valor médio por operação em maio foi de R$ 10.256,44.

Estoque

O estoque do Tesouro Direto aumentou 0,9% em maio e chegou a R$ 9,76 bilhões. Na comparação com o mesmo mês de 2012, o crescimento foi de 15,98%. Desse total, 66,5% dos títulos são atrelados à inflação, 24,2% são prefixados e 8,4% são remunerados pela Selic.

Ainda com relação ao estoque do programa, 13% dos títulos têm vencimento nos próximos 12 meses, mas a maior parte (51,2%) vence num prazo entre um e cinco anos. Os papéis com prazo de 5 a 10 anos respondem por apenas 8% do estoque, enquanto os 27,9% restantes têm mais de uma década de prazo.

Segundo o Tesouro, 3.795 novos investidores se cadastraram no programa em maio, que chegou a um total de 350.124 participantes. Isso significa um aumento de 18% na base de investidores nos últimos 12 meses.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.