Tamanho do texto

Ações terminaram o dia em baixa influenciadas pela possível redução do programa de estímulos do banco central norte-americano e pela crise política na Grécia

Agência Estado

Índice Stoxx 600 fechou a semana com retração de 3,68%
Getty Images
Índice Stoxx 600 fechou a semana com retração de 3,68%

As bolsas da Europa fecharam em queda nesta sexta-feira (21), após uma sessão volátil. Os investidores continuam reagindo à fala do presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, na quarta-feira (19), e agora a Grécia voltou ao foco, com uma crise política que pode levar a novas eleições e o adiamento da liberação de mais uma parcela do pacote internacional de resgate. O índice pan europeu Stoxx 600 perdeu 1,16%, fechando a 280,40 pontos. Na semana, a retração foi de 3,68%.

Leia também: Premiê alemã diz que economia mundial continua instável

Em um dia de agenda fraca nos EUA e também na Europa, os mercados continuam a digerir o discurso de Bernanke, que dois dias atrás afirmou que o Federal Reserve pode começar a reduzir suas compras de bônus este ano, se as condições econômicas assim permitirem. Nesta sexta-feira 21, o presidente do Fed de Saint Louis, James Bullard, explicou seu voto dissidente na reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) esta semana. Ele acha que Bernanke não deveria ter estabelecido agora um cronograma para o fim dos estímulos. "Uma abordagem mais prudente teria sido esperar sinais mais tangíveis de que a economia está se fortalecendo e de que a inflação está caminhando em direção à meta", afirmou.

Enquanto isso, a Grécia se vê novamente mergulhada em uma crise política. O partido Esquerda Democrática abandonou a coalizão de governo, em função de discordâncias sobre o fechamento e posterior reestruturação da emissora estatal de televisão ERT . O primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, do Nova Democracia, ainda conta com o apoio do Partido Socialista (Pasok), que lhe dá uma estreita maioria no Parlamento. Mesmo assim, a crise política muito provavelmente vai desviar o foco e dificultar a aprovação das reformas estruturais que o país precisa adotar.

Veja ainda: Ex-presidente do Eurogrupo admite erros no resgate à Grécia

O único indicador relevante divulgado nesta sexta-feira, na Europa, foi o superávit em conta corrente da zona do euro, que recuou para 19,5 bilhões de euros em abril, após um superávit recorde de 25,9 bilhões de euros em março. Os dados são ajustados aos efeitos sazonais e levam em conta o número de dias úteis de cada mês.

Nesse cenário, o índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, caiu 1,76%, encerrando a 7.789,24 pontos. Na semana a retração foi de 4,17%. A companhia de tecnologia SAP teve desvalorização de 2,13%, após sua rival Oracle apresentar resultados fracos. Já a farmacêutica Merck perdeu 2,38%, depois do Goldman Sachs começar sua cobertura do papel com recomendação de venda.

Em Paris, o índice CAC-40 recuou 1,11%, fechando a 3.658,04 pontos. Com isso, a queda na semana foi de 3,87%. Os bancos tiveram um desempenho ruim, após a agência de classificação de risco Standard & Poor's afirmar que eles enfrentam um crescente risco em função da desaceleração na economia (Société Générale -2,14% e BNP Paribas -2,57%). Já os papéis da varejista FNAC subiram 6,42%, após a estreia ontem na bolsa.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE teve retração de 0,70%, encerrando a sessão a 6.116,17 pontos. No acumulado da semana a perda foi de 3,05%. Os papéis do Royal Bank of Scotland (RBS) registraram desvalorização de 7,24%, em meio a novas incertezas sobre o futuro da instituição. As mineradoras também caíram forte (Fresnillo -5,15% e Polymetal -2,87%).

Em Milão, o índice FTSE-Mib teve queda de 1,89%, para 15.254,82 pontos. Na semana a baixa foi de 5,52%. O índice IBEX-35, da Bolsa de Madri, registrou perda de 1,56%, para 7.700,20 pontos. Com isso, no resultado semanal houve recuo de 4,59%. O índice PSI-20, da Bolsa de Lisboa, caiu 3,45%, para 5.451,82 pontos, encerrando a semana com queda de 5,51%. Fonte: Dow Jones Newswires.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.