Tamanho do texto

Os mercados fecharam em baixa, à medida em que os investidores assumiram uma posição de cautela antes do resultado da reunião do Federal Reserve, dos EUA

Agência Estado

Os mercados de ações da Ásia fecharam em baixa nesta quarta-feira, à medida em que os investidores assumiram uma posição de cautela antes do resultado da reunião do Federal Reserve, dos EUA, que pode dar mais sinais sobre o futuro da política monetária norte-americana.

Traders disseram que a decisão do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês) do Fed e a coletiva de imprensa do presidente da instituição, Ben Bernanke, mais tarde nesta quarta-feira, devem retirar parte de uma das principais fontes de incerteza que tem afetado os mercados nos últimos tempos: por quanto tempo o banco central dos EUA vai manter o programa de compras mensais de US$ 85 bilhões em bônus.

Bolsa de Tóquio
AP
Bolsa de Tóquio

"Se os investidores obtiverem uma imagem totalmente clara de onde o FOMC está indo, a busca por barganhas aumentará", disse o estrategista Evan Lucas, da IG Markets. No entanto, "se o Fed deve surpreender o mercado com afilamento conversa, todas as apostas estão fora", disse ele.

Alguns outros analistas disseram que, mesmo se o Fed não sinalizar imediatamente a sua intenção de reduzir o tamanho do programa de flexibilização quantitativa, a preocupação de que ele acabará eventualmente diminuindo o programa ainda pode ter um impacto.

"Embora nós não esperamos que o Fed decida reduzir suas compras de ativos hoje, acho que a perspectiva de uma eventual redução gradual continuará a diminuir os fluxos de capital para ações de mercados emergentes em particular, uma vez que isso prejudica o apetite dos investidores por risco", escreveu John Higgins, da Capital Economics.

Sob as expectativas do resultado do Fed, as bolsas de Taipé, Seul e Manila fecharam em queda. O índice Taiwan Weighted recuou 0,05%, para 8.007,39 pontos, o índice Kospi perdeu 0,7%, aos 1.888,31 pontos, e o índice PSEi cedeu 0,1%, fechando com 6.513,20 pontos.

Já, na Austrália, as ações avançaram para o maior nível em duas semanas com preços mais fortes de commodities e um dólar australiano mais baixo, o que ajudou a impulsionar ações dos setores de materiais e de energia. O índice S&P/ASX 200 fechou em alta de 1,0%, aos 4.861,4 pontos - o nível mais alto desde 5 de junho.

As ações da China fecharam em queda nesta quarta-feira, com preocupações sobre novas medidas de aperto no mercado imobiliário e um possível excesso de oferta de ações no marcado.

O China Securities Journal disse que mais cidades chinesas, incluindo Pequim, Shenzhen e Nanjing, poderão apresentar impostos provisórios sobre imóveis no segundo semestre do ano. Em um texto separado, o jornal estatal disse que a China pode retomar ofertas públicas iniciais a partir de julho.

O índice Xangai Composto caiu 0,7%, para 2.143,45 pontos, após recuar 2,0% durante a sessão. O índice Shenzhen Composto cedeu 0,5%, aos 975,07 pontos. Em Hong Kong, o índice Hang Seng perdeu 1,1%, para 20.986,89 pontos. Fonte: Dow Jones Newswires.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.