Tamanho do texto

Investidores evitaram aumentar seus negócios na espera de sinalizações do banco central norte-americano sobre possível redução de suas medidas de estímulo

Reuters

Índice das principais bolsas europeias, FTSEurofirst 300, fechou em queda de 0,3%
Getty Images
Índice das principais bolsas europeias, FTSEurofirst 300, fechou em queda de 0,3%

As ações europeias encerraram em leve queda nesta quarta-feira (19), num pregão de baixo volume. Os investidores estão aguardando sinalizações do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, sobre a possível redução de suas medidas de estímulo. O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 fechou em queda de 0,3%, a 1.180 pontos, depois de ter passado a sessão preso num intervalo curto.

Os investidores evitaram aumentar a exposição a ações antes da decisão do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) sobre o programa de afrouxamento monetário norte-americano, e antes da coletiva de imprensa do presidente do Fed, Ben Bernanke - que irão acontecer após o fechamento do mercado europeu.

Veja também: Obama diz que EUA e Europa precisam de mais crescimento

O Fed deve dizer que manterá a compra de títulos a um ritmo mensal de US$ 85 bilhões, enquanto deixa aberta a opção de diminuir o programa neste ano, caso o mercado de trabalho norte-americano continue a se recuperar.

"As ações têm caído fortemente desde o final de maio, com o mercado agora precificando corte de 20 bilhões de dólares em setembro ou outubro na quantidade de títulos comprados todo mês", disse o chefe de vendas quantitativas do Global Equities, David Thebault.

"Portanto, em termos de posicionamento, o risco para as ações antes do Fomc é de neutro para levemente positivo, eu diria."

A Nokia ficou entre os maiores ganhos, com alta de 3,4%, após um executivo da empresa chinesa Huawei Technologies afirmar que a companhia estava com a "mente aberta" sobre a possibilidade de comprar o grupo finlandês. Mais tarde, no entanto, a Huawei esclareceu que não tem planos para aquisição.

Mais: Resgate do Chipre não deve revisado

As ações bancárias do sul da Europa ficaram entre as maiores perdas. O Banco Espirito Santo, de Portugal, caiu 3,1% e o BBVA, da Espanha, perdeu 1,5%.

Em Londres, o índice Financial Times caiu 0,40%, a 6.348 pontos.
Em Frankfurt, o índice DAX recuou 0,39%, para 8.197 pontos.
Em Paris, o índice CAC-40 perdeu 0,55%, a 3.839 pontos.
Em Milão, o índice Ftse/Mib teve queda de 0,94%, para 16.045 pontos.
Em Madri, o índice Ibex-35 cedeu 1%, a 8.098 pontos.
Em Lisboa, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,63%, para 5.845 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.