Tamanho do texto

Contrato mais negociado, com entrega em agosto, foi cotado a US$ 1.377,80 a onça-troy

Agência Estado

O ouro tem recebido pressão em 2013 em meio a especulações sobre a redução dos estímulos
BBC
O ouro tem recebido pressão em 2013 em meio a especulações sobre a redução dos estímulos

Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam em queda nesta quinta-feira (13), após dados positivos dos Estados Unidos aumentarem a preocupação de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) possa diminuir estímulos em breve.

-Veja também: ouro fecha perto da estabilidade

O contrato do ouro mais negociado, com entrega em agosto, caiu US$ 14,20 (1,02%), cotado a US$ 1.377,80 a onça-troy. As vendas no varejo dos EUA surpreenderam positivamente em maio, com aumento de 0,6% ante abril. Analistas consultados pela Dow Jones previam um acréscimo mais modesto de 0,4%.

Já os pedidos de auxílio-desemprego recuaram para 334 mil na semana passada, o menor nível em cinco semanas, e a expectativa era de que o número ficasse em 350 mil.

Embora encorajadores, os últimos sinais de que a economia do país se recupera dão mais argumentos aos que temem que o Fed logo começará a desfazer a terceira rodada de relaxamento quantitativo, a chamada QE3.

O ouro tem recebido pressão em 2013 em meio a especulações sobre a redução dos estímulos, que têm sido um fator de apoio aos metais preciosos nos últimos anos, por motivar a compra como proteção contra a inflação.

Os traders continuam "a se preocupar com a possibilidade de os grandes bancos centrais do mundo retirarem a tigela de ponche da festa", afirmou o analista Jim Wyckoff, da Kitco Metals. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.