Tamanho do texto

No segmento financeiro, o fluxo ficou negativo em US$ 3,002 bilhões. O número é a diferença entre a entrada de US$ 6,183 bilhões e a saída de US$ 9,185 bilhões

Agência Estado

Fluxo cambial fica negativo em US$ 76 milhões na última semana de maio
Getty Images
Fluxo cambial fica negativo em US$ 76 milhões na última semana de maio

O fluxo cambial ficou negativo em US$ 76 milhões na última semana de maio, que contou com apenas quatro dias devido ao feriado de Corpus Christi. Segundo informou nesta quarta-feira (5), o Banco Central, no segmento financeiro, o fluxo ficou negativo em US$ 3,002 bilhões na semana passada. O número é a diferença entre a entrada de US$ 6,183 bilhões e a saída de US$ 9,185 bilhões.

As operações comerciais mostram entrada líquida de US$ 2,925 bilhões na quinta semana de maio. As exportações somaram US$ 6,299 bilhões no período. O valor inclui operações de ACC (US$ 1,094 bilhão), PA (US$ 2,190 bilhões) e demais (US$ 3,015 bilhões). As importações ficaram em US$ 3,373 bilhões.

Os bancos reverteram a tendência verificada desde o início do ano e fecharam maio com posição comprada no mercado de câmbio no valor de US$ 5,408 bilhões, segundo o Banco Central. Nos quatro primeiros meses de 2013, as instituições mantiveram-se na posição vendida. No jargão do mercado financeiro, estar "comprado" significa expectativa de que a cotação do dólar pode subir.

Ao ter a moeda em caixa, é possível lucrar com uma eventual alta das cotações. Já estar "vendido" representa previsão de queda da moeda. Ao longo do primeiro trimestre, a posição vendida dos bancos ficou na casa de US$ 8 bilhões: US$ 8,577 bilhões no fim de janeiro, US$ 8,521 bilhões no fim de fevereiro e US$ 8,317 bilhões ao final de março. Em abril, a posição permaneceu, mas com um saldo menor, de US$ 5,113 bilhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.