Tamanho do texto

Uma das categorias que puxou o resultado foi a de multimercados, que investe em ações, dólar e derivativos, com ingresso de R$ 3,32 bilhões no período

Agência Estado

Os fundos de investimento apresentaram captação líquida de R$ 10,73 bilhões no acumulado de dezembro até a última sexta-feira (14), de acordo com dados preliminares computados pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Uma das categorias que puxou o resultado foi a de multimercados, que investem em ações, dólar e derivativos, com ingresso de R$ 3,32 bilhões no período de referência, segundo a entidade.

No quesito retorno, dentre as modalidades existentes na família dos multimercados, o destaque foi o segmento multiestratégia - que pode adotar mais de uma estratégia de investimento, sem o compromisso declarado de se dedicar a uma em particular -, com rentabilidade de 0,98% nas duas primeiras semanas de dezembro.

A segunda maior captação foi apresentada pela categoria previdência, que registrou entrada líquida de R$ 3 bilhões. O destaque de rentabilidade foi a modalidade previdência ações, que rendeu 3,45% nas duas primeiras semanas de dezembro, de acordo com o levantamento d a Anbima.

Em seguida, vieram os fundos de Curto Prazo, com captação líquida de R$ 2,94 bilhões no período de referência. Conforme a Anbima, a rentabilidade desses fundos ficou em 0,27%.

Os fundos DI, que aplicam apenas em papéis do governo, registraram resgate líquido de R$ 1,49 bilhão entre 1 e 14 de dezembro, refletindo uma continuação da busca dos investidores por ativos com maior rentabilidade em meio ao cenário de juros baixos - atualmente, a taxa básica de juros (Selic) está em 7,25% ao ano. O retorno foi de 0,27% no período, mesma variação do CDI.

Já a categoria de renda fixa, que investe principalmente em títulos públicos, registrou captação líquida de R$ 1,83 bilhão e ganho de 0,44%. A modalidade que entregou a maior rentabilidade foi a renda fixa índices, com alta de 2,67% nas duas primeiras semanas do mês.

Fundos de ações registraram ingresso líquido de R$ 498 milhões. A modalidade ações FMP - FGTS, que aplica os recursos em papéis de empresas que estão sendo privatizadas, entregou retorno de 8,54% enquanto a de ações setoriais teve rentabilidade de 4,10%. No mesmo período, o Ibovespa rendeu 3,71%. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.