Tamanho do texto

Ele encorajou duas namoradas a comprar ações baseadas em informações privilegiadas

Reuters

Thomas Ammann, funcionário do banco Mizuho International que encorajou duas namoradas a comprar ações baseadas em informações privilegiadas, foi condenado a dois anos e oito meses de prisão, disse o regulador financeiro do Reino Unido nesta quinta-feira.

Ammann encorajou suas namoradas a comprar ações da holandesa Oce antes da empresa ser comprada pela Canon, e a dividirem seus lucros com ele, segundo a Autoridade de Serviços Financeiros (FSA, na sigla em inglês).

As duas mulheres foram interrogadas no mês passado. A FSA disse que não fez nenhuma crítica ao Mizuho International.

"Este tipo de comportamento por profissionais não só deixa o indivíduo em descrédito mas prejudica a reputação e a posição da indústria de serviços financeiros como um todo", disse o diretor de execução da FSA, Tracey McDermott.

"Estamos determinados a erradicar isso", acrescentou.

(Por Myles Neligan)


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.