Tamanho do texto

André Esteves, presidente da instituição, afirmou que foco da entidade estará em clientes de alta renda, institucionais e corporativos

Reuters

O BTG Pactual buscará criar um banco no Chile para clientes de alta renda, institucionais e corporativos, em meio a seu plano de expansão após a fusão com a corretora local Celfin Capital, disse seu presidente, André Esteves.

O BTG Pactual, com sede em São Paulo, comprou a Celfin no início deste ano como parte de suas intenções de se tornar o maior banco de investimentos da região.

LeiaBTG Pactual demite 50 pessoas em filiais no Peru e na Colômbia

"Vamos pedir uma licença bancária no Chile", disse Esteves em entrevista ao jornal Diario Financiero, nesta quinta-feira.

O banco se tornou um símbolo do poder econômico crescente do Brasil, concorrendo com grandes bancos de investimento globais em uma região com mercados de capitais emergentes e uma demanda em crescimento por serviços de gestão de riqueza.

MaisResultados do BTG derrubam mito de negócio instável, diz André Esteves

A duração da tramitação da autorização vai depender das autoridades chilenas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.