Tamanho do texto

Indicador acionário europeu foi sustentado por ações de mineração e otimismo de que os políticos dos Estados Unidos irão alcançar um acordo para evitar medidas de austeridade

Reuters

O indicador acionário europeu atingiu o maior nível de fechamento desde julho de 2011 nesta quinta-feira, sustentado por ações de mineração, devido ao otimismo de que os políticos dos Estados Unidos irão alcançar um acordo para evitar medidas de austeridade.

Segundo números preliminares, o índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, fechou em alta de 1,09%, a 1.121 pontos. Já o índice de blue chips Euro STOXX 50 ganhou 1,37%, a 2.581 pontos.

MaisPIB dos EUA cresce 2,7% no 3º trimestre com forte aumento de estoques

Os mercados acionários foram sustentados por declarações do presidente norte-americano Barack Obama de que espera chegar a um acordo antes do Natal para evitar o abismo fiscal, aumentos tributários automáticos e cortes de gastos que podem afetar a economia dos Estados Unidos.

As ações de mineração, consideradas como um dos setores mais "arriscados" uma vez que é mais sensível do que outros a mudanças no sentimento econômico, tiveram a melhor performance. O índice de recursos básicos STOXX Europe 600 terminou com alta de 2,61%.

TambémBovespa sobe amparada por otimismo com solução ao abismo fiscal dos EUA

"Está tudo se alinhando muito bem para um final de ano forte. Ainda é o modo de 'risco' para nós", disse o diretor de trading da MB Capital Marcus Bullus, para quem a ruptura do nível de 7.475 pontos do índice alemão DAX é um importante sinal positivo no curto prazo. O índice ficou em 7.400 pontos nesta quinta-feira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.