Tamanho do texto

O controle é dividido entre a Daimler, com 22,5%, e um consórcio francês que reúne os 15% do governo e os 7,5% do grupo francês Lagardère; a Espanha detém 5,5%

Reuters

A Alemanha planeja comprar da França 3 por cento da EADS, em meio aos esforços dos países para ter participações iguais na controladora da Airbus, noticiou o jornal alemão Handelsblatt, citando fontes do governo do país.

Isso significa que a Alemanha vai adquirir da Daimler menos ações da EADS do que o esperado, forçando a montadora alemã a vender papéis no mercado, segundo matéria nesta sexta-feira.

No início desta semana, várias fontes disseram à Reuters que França e Alemanha estavam discutindo mudanças na estrutura corporativa da EADS, em que cada país tem cerca de 12 por cento.

O controle é dividido entre a Daimler --que possui 22,5 por cento dos direitos de voto-- e um consórcio francês que reúne os 15 por cento do governo e os 7,5 por cento do grupo francês Lagardère. A Espanha detém 5,5 por cento.

Daimler e Lagardère já anunciaram a vontade de vender ou reduzir as respectivas participações, enquanto a Alemanha quer paridade com a França por meio da compra das ações em posse da Daimler.

Cerca de 7,5 por cento das ações virão do Dedalus, consórcio de bancos e estados alemães. Se a Alemanha comprar uma participação de 3 por cento diretamente da França, vai precisar de 1,5 por cento das ações da Daimler para chegar a 12 por cento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.