Tamanho do texto

Possível renovação antecipada de concessões elétricas terá impacto negativo sobre resultados e dividendos da estatal

Reuters

SÃO PAULO, 19 Nov (Reuters) - As ações preferenciais da Eletrobras tiveram sua pior queda em mais de 15 anos nesta segunda-feira, com investidores castigando duramente o papel diante dos impactos negativos que uma possível renovação antecipada de concessões elétricas terá sobre os resultados e dividendos da estatal.

- Leia também: Eletrobras pode ter perdas contábeis ainda maiores

A ação desabou 15,4 por cento, a 9,81 reais. Esse é o menor preço de fechamento desde julho de 2005, quando o papel também fechou cotado a 9,81 reais. Já o principal índice acionário brasileiro, o Ibovespa, subiu 1,89 por cento nesta segunda-feira.

- Veja: apesar da queda da Eletrobras, Ibovespa fecha pregão em alta

Apesar da queda, a Bolsa de Valores de São Paulo acompanhou os principais mercados europeus e fechou em alta o pregão desta segunda-feira. O Ibovespa, principal índice da praça paulista, terminou o dia com elevação de 1,89%, aos 56.450 pontos.

(Por Danielle Assalve)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.