Tamanho do texto

Ibovespa caiu 0,51%, a 57.064 pontos, pressionado pela queda das blue chips Petrobras e Vale e pelo tombo de ações do setor elétrico

Reuters

A Bovespa encerrou a segunda-feira no vermelho, numa sessão de fraco volume financeiro, com temores sobre uma possível crise fiscal nos Estados Unidos e incertezas relacionadas ao pacote de ajuda internacional para a Grécia pesando nos mercados.

O Ibovespa caiu 0,51%, a 57.064 pontos, pressionado pela queda das blue chips Petrobras e Vale e pelo tombo de ações do setor elétrico.

O giro financeiro do pregão foi de R$ 3,96 bilhões, abaixo da média diária do ano, de R$ 7,2 bilhões. O fraco movimento era reflexo de feriado nos EUA --o segmento de bônus do país ficou fechado, mas as bolsas abriram normalmente.

"A Bovespa teve um pregão muito fraco, com o clima de cautela prevalecendo", disse o gerente de renda variável da corretora H.Commcor, Ariovaldo Santos.

Novos sinais de recuperação da economia chinesa chegaram a sustentar um respiro da Bovespa pela manhã, mas temores sobre EUA e Grécia levaram o Ibovespa a registrar sua quarta queda consecutiva --acumulando perda de 4% no período.

O risco de um chamado "abismo fiscal" nos EUA segue limitando o apetite de investidores por ativos de risco, assim como a situação da endividada Grécia, que busca obter nova parcela de resgate internacional e prazo maior para cumprir suas metas fiscais.

"Sem o equacionamento destas questões, é difícil prever uma melhora consistente no humor dos mercados", avaliou a SulAmérica Investimentos em relatório.

Mais cedo, o principal índice europeu de ações fechou em queda de 0,26%. Em Nova York, o índice Dow Jones tinha alta de 0,07% às 17h51 (horário de Brasília).

Por aqui, as ações preferenciais da Petrobras e da mineradora Vale pesaram no Ibovespa, com queda de 1,64 e 0,83%, respectivamente.

As elétricas voltaram a ser penalizado na bolsa, com o índice que reúne as ações do setor na Bovespa caindo 2,34%.

Destaque para o tombo de 6,52% da Cesp, após renúncia de diretor financeiro e em meio às incertezas relacionadas à renovação de concessões.

Em sentido oposto, as ações da petroleira OGX e da empresa de telefonia TIM ajudaram a evitar um recuo maior do índice, com alta de 1,03 e 2,86%.

A TIM divulgou nesta segunda-feira uma avaliação independente mostrando que não derrubou ligações telefônicas intencionalmente, num esforço para tentar restaurar sua imagem no mercado.

Por Danielle Assalve

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.