Tamanho do texto

Mercado da Ásia opera no maior nível em quase duas semanas

Reuters

As ações asiáticas avançaram para o maior nível em quase duas semanas com o apetite por risco retornando devido a sinais de que a tendência de recuperação do crescimento global está estabilizando, particularmente nos Estados Unidos e na China.

Às 10h59 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne mercados da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subiu 0,61%, chegando a atingir o maior nível desde 23 de outubro, e caminhava para um ganho semanal de aproximadamente 1,3%.

A atividade industrial teve ligeira recuperação na China, que tem impulsionado o crescimento global nos últimos anos, e pesquisas empresariais mostraram que outras grandes economias asiáticas também estão se recuperando lentamente, enquanto houve sinais mistos sobre a saúde da indústria dos Estados Unidos.

As ações australianas, dependentes de matérias-primas, encerraram em leve alta de 0,05%, com a cautela antes da divulgação dos dados de emprego dos Estados Unidos diminuindo ganhos iniciais, que foram impulsionados pela melhora das condições econômicas na China e nos Estados Unidos.

"Os riscos de queda estão diminuindo", afirmou o estrategista-chefe do Daiwa Securities, Toru Yamamoto.

Graças ao resultados nos Estados Unidos e na China, acrescentou ele, as condições globais parecem estar melhorando, e isso "aponta para uma melhora moderada do sentimento."

O índice Nikkei do Japão fechou em alta de 1,17%, o maior nível em uma semana.

O índice de Seul teve ganhos de 1,07%, enquanto o mercado avançou 1,33% em Hong Kong e a bolsa de Taiwan expandiu 0,43%. O índice referencial de Xangai subiu 0,60% e Cingapura registrou valorização de 0,47%.

(Reportagem de Chikako Mogi; reportagem adicional de Clement Tan em Hong Kong)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.