Tamanho do texto

Entre setembro e final de outubro, papéis da empresa foram de US$ 705 para US$ 595

Após quebrar diversos recordes do mercado , as ações da Apple tiveram quedas significativas nas últimas semanas e fecharam outubro com perdas de 15,6% em relação ao pico de setembro. Os papéis, que estavam cotados a US$ 705, caíram para US$ 595 no fechamento do último mês. 

- Infográfico: em setembro, Apple valia mais que 13 maiores empresas brasileiras juntas

As últimas semanas foram marcadas por uma série de notícias importantes que a companhia divulgou ao mercado. A mais importante foi o lançamento do iPad Mini , que foi bem recebido pelos críticos e chega às lojas nesta sexta-feira (2).

Mas nem todas as novidades foram positivas. O serviço de mapas da Apple, que substituiu o do Google no iPhone e no iPad, recebeu análises ruins e a empresa, após pedir desculpas públicas, chegou a recomendar aplicativos de concorrentes . O "mico" chegou a provocar uma reestruturação na diretoria da gigante californiana.

Ladeira abaixo: quadro da Nasdaq mostra evolução dos papéis da Apple no último mês
Reprodução
Ladeira abaixo: quadro da Nasdaq mostra evolução dos papéis da Apple no último mês

Outro anúncio que provocou queixas de usuários foi o fato de a Apple ter lançado o iPad 4 apenas seis meses após a chegada do iPad 3 , deixando defasado um produto que mal havia sido adquirido pelos clientes.

Mas nenhuma dessas notícias é suficiente para explicar a queda no valor das ações da companhia, de modo que os analistas internacionais não têm um consenso sobre o que tem provocado o desempenho ruim.

- Acompanhe o mercado financeiro no iG Mercados

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.