Tamanho do texto

Já os financiamentos de veículos caíram em setembro, em relação a agosto, por causa da redução nas vendas, informou o chefe do Departamento Econômico do Banco Central

Agência Estado

O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel, disse nesta sexta-feira que o crédito imobiliário permanece crescendo de forma expressiva. Já os financiamentos de veículos caíram em setembro, em relação a agosto, por causa da redução nas vendas. Ele afirmou ainda que o aumento na concessão de conta garantida e capital de giro, em setembro, reflete a retomada de atividade econômica.

Veja maisPoupança continuará como principal financiadora do crédito imobiliário

Disse também que a expectativa da instituição continua sendo de queda da inadimplência, apesar de o indicador seguir estável há três meses. "A nossa expectativa é, com crescimento da renda e do emprego e com esses mutirões mais recentes de renegociação, que isso tudo favoreça. Por isso, a nossa expectativa continua sendo de recuo da inadimplência até o fim do ano", afirmou. "Os atrasos de 15 a 90 dias, por exemplo, mostram recuo."

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.