Tamanho do texto

Pela decisão da Comissão de Valores Mobiliários, os negócios com os papéis da refinaria têm de ser retomados até esta quarta-feira

Agência Estado

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) encaminhou nesta terça-feira à BM&FBovespa determinação para que as ações da Refinaria de Manguinhos, que estão com negociação suspensa, a pedido da empresa, desde o dia 15, retornem ao pregão. Pela decisão, os negócios têm de ser retomados até esta quarta-feira (24).

LeiaANP debaterá nesta quarta-feira caso da refinaria de Manguinhos

Na noite da última sexta-feira (19), um juiz da 2ª Vara Federal do Estado do Rio de Janeiro acolheu pedido de reconsideração apresentado pela Procuradoria Federal na CVM e indeferiu a liminar que determinava a suspensão dos negócios com ações de emissão da Refinaria de Petróleos de Manguinhos S.A. (RPMG3 e RPMG4). Mas a companhia obteve depois, no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF/2), em regime de plantão, decisão que restabeleceu a suspensão de negócios antes da abertura do pregão desta segunda-feira (22).

TambémRefinaria de Manguinhos vai recorrer contra desapropriação

Após analisar novo pedido de reconsideração apresentado pela Procuradoria e pela CVM, o desembargador José Antônio Neiva, da 7ª Turma Especializada, reconsiderou a decisão. "A CVM, além das providencias cabíveis junto à Companhia, determinou à BM&FBovespa a adoção de todas as providências necessárias à retomada organizada dos negócios com as ações RPMG3 E RPMG4, ainda a partir da data de hoje (terça-feira, dia 23/10/2012)", diz o comunicado da autarquia.