Tamanho do texto

Taxa de câmbio do yuan está próxima da taxa de equilíbrio, de acordo com vice-presidente do Banco do Povo da China

Agência Estado

O vice-presidente do Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês), Yi Gang, defendeu nesta sexta-feira a administração da economia chinesa feita pelo BC e previu que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) ficará em torno de 7,8% em 2012.

O vice-presidente do PBoC lidera a legação chinesa presente na reunião do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Tóquio, após o presidente da instituição, Zhou Xiaochuan, ter deixado o cargo aparentemente devido às tensões entre a China o Japão por causa de disputas por ilhas.

Yi Gang afirmou que a China adotou um pacote com uma série de medidas deste o verão para dar suporte ao crescimento, que estão focadas em projetos de investimentos que vão melhorar a vida da população. Ele previu que os resultados dessas medidas vão começar a aparecer no quarto trimestre.

O vice-presidente também reiterou que a taxa de câmbio do yuan está próxima da taxa de equilíbrio, embora ele tenha dito que "ninguém sabe realmente qual é o nível de equilíbrio." O PBoC "reduziu dramaticamente" as intervenções no mercado de câmbio, com as evidências de acumulo nas reservas em moeda estrangeira, afirmou Yi. As informações são da Dow Jones.