Tamanho do texto

Queda é devido aos receios com demanda global, em função da crise, e da percepção de que tensões trabalhistas na África do Sul devem diminuir e limitar problemas de oferta

Agência Estado

Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam em queda nesta sexta-feira, após o metal passar a semana inteira sem uma direção clara. O contrato de ouro mais negociado, com entrega para dezembro, caiu US$ 10,90 (0,62%), fechando a US$ 1.759,70 a onça-troy, o menor nível em duas semanas. Na semana, a perda acumulada foi de 1,18%.

Além do ouro, o paládio e a platina, amplamente utilizados na indústria, lideraram as quedas dos metais preciosos nesta sexta-feira. A queda é consequência dos receios com a demanda global, em função da desaceleração da atividade, e da percepção de que as tensões trabalhistas na África do Sul devem diminuir e limitar os problemas de oferta.

Além disso, o Fundo Monetário Internacional (FMI) reduziu hoje sua perspectiva de crescimento econômico para a Ásia , repetindo a projeção já anunciada nesta semana pelo Banco Mundial. A crise da dívida na zona do euro reduziu a demanda pelas exportações asiáticas, pressionado os preços das matérias-primas usadas na indústria, dentre elas os metais preciosos.

O contrato de platina para janeiro perdeu 1,8%, fechando a US$ 1.659,30 a onça-troy. Já o paládio para dezembro recuou 1,8%, a US$ 639,05 a onça-troy. Ambos fecharam no menor nível desde 27 de setembro. E a prata para dezembro, que é amplamente utilizada em produtos eletrônicos, recuou 1,2%, fechando a US$ 33,669 a onça-troy, o menor nível em um mês. As informações são da Dow Jones.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.