Tamanho do texto

Comissão Europeia havia ordenado que o RBS vendesse as agências como condição para o recebimento de ajuda do governo britânico, mas banco espanhol interrompeu negociação

Agência Estado

O Royal Bank of Scotland (RBS) confirmou nesta sexta-feira o fracasso do acordo para a venda de 316 agências para o espanhol Banco Santander. O Santander deveria pagar 1,65 bilhão de libras pelas agências, num acordo iniciado mais de dois anos atrás e que deveria ser fechado neste ano.

MaisFracassa venda de ativos do banco Royal Bank of Scotland para o Santander

A Comissão Europeia havia ordenado que o RBS vendesse as agências como condição para o recebimento de ajuda do governo britânico, após a crise. Não foi possível entrar em contado com representantes do Santander. O RBS demonstrou surpresa com o fim do acordo. "Grande parte do trabalho associado à transferência já foi concluído, incluindo a separação de dados para os o 1,8 milhão de clientes e a criação de uma equipe de gestão autônoma", declarou o executivo-chefe Stephen Hester.

"Obviamente, é decepcionante que o Santander tenha decidido sair da transação, especialmente para os clientes e funcionários envolvidos." Hester disse que o RBS vai iniciar "um novo processo de eliminação e vai divulgar uma atualização sobre o caso no tempo devido". As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.