Tamanho do texto

De acordo vice-presidente de finanças do banco, redução é uma questão de estratégia e concorrência, e não há pressão do governo para isso

Agência Estado

A Caixa Econômica Federal vai anunciar ainda nesta semana a redução de algumas tarifas bancárias para pessoas físicas, segundo informou o vice-presidente de Finanças do banco, Márcio Percival. Nesta segunda-feira o Banco do Brasil cortou suas tarifas em até 34% após pressão do Ministério da Fazenda. De acordo com Percival, no caso da Caixa, a redução é uma questão de estratégia e concorrência e não há pressão do governo para isso.

LeiaBanco do Brasil e Caixa captam R$ 6,4 bi a mais com a nova poupança

"Nesse cenário de concorrência, a Caixa está sempre buscando as menores taxas de juros e de serviços do mercado. Vamos fazer isso de forma responsável, avaliando a estrutura de custos do banco", afirmou à Agência Estado. De acordo com o executivo, a magnitude dos cortes ainda está em estudo. Já está definido que haverá redução na cesta padrão de serviços, que hoje é de R$ 10,00. No BB, essa cesta teve seu preço reduzido de R$ 13,50 para R$ 9,90.

MaisCaixa corta taxa de administração de fundos em até 60%

A Caixa também vai cortar tarifas isoladas, como DOC/TED, saques, ordem de pagamento e 2ª via de cartões. O BB anunciou a redução de 24 tarifas classificadas pelo Banco Central como prioritárias a partir da próxima semana. Delas, 22 ficaram mais baratas que na Caixa, a maioria com diferença entre cinco e trinta centavos no valor. Outras duas, com o mesmo preço, na comparação entre os novos valores divulgados pelo BB e os números da Caixa que constam da pesquisa feita pelo BC.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.