Tamanho do texto

Redução da taxa de desemprego nos EUA tranquiliza investidor e abre espaço para ganhos

Reuters

As ações europeias avançaram nesta sexta-feira impulsionadas por um forte relatório de emprego nos Estados Unidos que tranquilizou investidores sobre o estado da economia global e deixou as portas para novas altas no curto prazo em papéis de mineradoras e do setor industrial.

Segundo números preliminares, o índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, fechou em alta de 0,99%, aos 1.111 pontos, enquanto o EuroSTOXX 50, das blue chips da zona do euro, ganhou 1,8%, para 2.529 pontos.

A taxa de desemprego nos EUA caiu de forma inesperada em setembro a seu menor nível em quase quatro anos, em uma boa notícia também para empresas europeias que cada vez mais buscam lucros no exterior, com sua região lutando contra a recessão.

"Os números foram melhores que o esperado e estão elevando os mercados. As ações ainda podem ter rali no curto prazo,... pode ser de uns dois% mais", afirmou o estrategista de ações no Saxo Bank Peter Garnry.

Os papéis dos setores automobilístico, bancário e de matérias-primas estavam entre os de maiores ganhos nesta sexta-feira, graças a sua sensibilidade ao apetite a risco e à situação da economia em escala global.

Em LONDRES, o índice Financial Times subiu 0,74%, a 5.871 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 1,27%, para 7.397 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,64%, a 3.457 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve alta de 2,35%, para 15.876 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 subiu 1,81%, a 7.954 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 avançou 1,84%, para 5.387 pontos.

(Reportagem de Toni Vorobyova)

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.