Tamanho do texto

Baixa aconteceu por conta de fluxos pontuais de entrada da moeda norte-americana no país, segundo operadores

Reuters

O dólar fechou em leve queda ante o real nesta quarta-feira, segundo operadores, devido a fluxos pontuais de entrada de dólares no país. A moeda norte-americana, no entanto, continuou com baixa volatilidade, com investidores ainda de olho no Banco Central.

O dólar caiu 0,19%, cotado a R$ 2,0231na venda, perto da mínima da sessão de R$ 2,0222. A máxima foi de R$ 2,0300.

"Acredito que houve um fluxo de entrada específico, mas nada extraordinário. O volume do mercado foi baixo ao longo do pregão. As intervenções do BC criaram esse piso de R$ 2 e a expectativa de que o dólar vai continuar rodando um pouco acima disso", disse o economista da Link Investimentos Thiago Carlos.

O mercado de câmbio brasileiro continua travado em torno de R$ 2,02, com as recentes atuações do BC e declarações de autoridades do governo brasileiro, que mostraram determinação em manter a divisa acima de R$ 2.

Desde meados de setembro, quando o BC interveio com força, os pregões foram marcados por pequena volatilidade. No mês passado, a moeda recuou apenas 0,13% ante o real. Desde o dia 17 de setembro --último dia em que o BC atuou-- a queda do dólar é de 0,60%.

No mês passado, o fluxo cambial --entrada e saída de moeda estrangeira do país-- ficou negativo em US$ 534 milhões.

No exterior, investidores também continuaram apreensivos com a Espanha e após dados negativos da China. No entanto, dados nos Estados Unidos vieram melhores do que o esperado pelo mercado, equilibrando um pouco mais o humor dos mercados.

O Índice de Gerentes de Compra (PMI) oficial do setor de serviços da China enfraqueceu com força em setembro, atingindo o menor nível desde novembro de 2010 ao registrar 53,7 ante 56,3 em agosto.

Por outro lado, dados da economia dos Estados Unidos apontavam para um lado mais otimista. O setor privado do país criou 163 mil postos de trabalho em setembro, enquanto o índice do setor de serviços acelerou para 55,1 no mesmo período, ambos os resultados acima das expectativas de economistas.

Com isso, a moeda norte-americana teve leve alta ante outras divisas. ÀS 17h30, a moeda dos EUA subia 0,27% frente a uma cesta de divisas, enquanto o euro caía 0,14% ante o dólar.