Tamanho do texto

O número de cheques devolvidos por falta de fundos foi de 1,97%, ante 2% registrados em julho; queda foi a terceira mensal consecutiva

Agência Estado

O número de cheques devolvidos por falta de fundos em relação ao total emitido atingiu, no mês de agosto, a proporção de 1,97%, ante 2% registrados em julho, informou nesta terça-feira a Serasa Experian. A queda foi a terceira mensal consecutiva do indicador.

A parcela dos cheques devolvidos em agosto, porém, ficou acima do nível verificado um ano antes, quando representava 1,88%. O acumulado de janeiro a agosto de 2012 (2,05%) também ficou acima do verificado no mesmo período de 2011 (1,93%).

Em números absolutos, no mês de agosto foram emitidos 79.673.376 documentos, dos quais 1.535.806 não tinham fundos.

A Serasa Experian explica, em nota divulgada nesta terça-feira, que os recuos consecutivos no total de cheques devolvidos decorrem dos juros em queda, que proporcionam condições mais favoráveis para que o consumidor administre dívidas.

"Como o consumidor está interessado em renegociar débitos e se reabilitar para tomar crédito, evita dar cheques sem fundos", afirma a nota.

A região Norte registrou o maior número de cheques sem fundos no acumulado de janeiro a agosto. Foram 4,41% do total de documentos emitidos, sendo o Estado de Roraima o campeão em devoluções, com 12,93% do total.

Na outra ponta está a região Sudeste, com 1,63% de devoluções, tendo o Estado de São Paulo registrado o menor porcentual no período: 1,51%.