Tamanho do texto

D acordo com números disponibilizados pela BM&FBovespa, é a primeira vez desde 14 de agosto que os investidores estrangeiros ficam "comprados" em índice futuro

Agência Estado

Os investidores estrangeiros migraram para a posição líquida comprada (aposta na alta) em índice Bovespa futuro, pela primeira vez neste mês de setembro.

Segundo dados atualizados pela BM&FBovespa até a quarta-feira (12), os investidores não residentes estão comprados em derivativo com 3.084 contratos em aberto, resultado de 114.725 contratos na compra e 111.641 contratos na venda.

Um dia antes, na terça-feira, os investidores não residentes estavam vendidos (aposta na baixa) em índice futuro com 1.473 contratos em aberto, estratégia que contava com 115.170 contratos na compra e 116.643 contratos na venda.

Ainda conforme os números disponibilizados pela BM&FBovespa, é a primeira vez desde 14 de agosto que os investidores estrangeiros ficam "comprados" em índice futuro. Na ocasião, eles contavam com 16.165 contratos em aberto na compra, posição que foi invertida no dia seguinte.

Em 15 de agosto, quando ocorreu o vencimento do contrato futuro do índice referente ao mês passado, os não residentes encerram "vendidos" com apenas 64 contratos em aberto. Essa posição vinha sendo ampliada entre o fim de agosto e o início de setembro.