Tamanho do texto

Instituição afirma em comunicado desconhecer o motivo da alta atípica dos papéis

As ações do Cruzeiro do Sul subiram 24,5% nesta quinta-feira, para R$ 2,49, um dia antes do término do prazo para o Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que administra temporariamente a instituição, divulgar informações referentes ao projeto de saneamento financeiro do banco da família Índio da Costa.

Nesta quinta-feira, o jornal "Valor Econômico" noticiou que o banco Santander está negociando a compra do Cruzeiro do Sul. Além do banco espanhol, outros bancos grandes também teriam avaliado o negócio.

Em comunicado, o Cruzeiro do Sul afirmou desconhecer o motivo para a movimentação atípica de volume e preço de suas ações negociadas na Bovespa e reiterou que na sexta-feira divulgará o resultado do processo ao mercado.

Veja também: 

Santander não comenta se tem interesse pelo Cruzeiro do Sul

Fundo Garantidor de Créditos amplia prazo de oferta do banco Cruzeiro do Sul