Tamanho do texto

O petróleo brent para outubro avançava 0,59% na ICE, para US$ 116,08 o barril; já o contrato para outubro na Nymex subia 0,33%, a US$ 97,49 o barril

Agência Estado

Os contratos futuros de petróleo operam em alta nesta quarta-feira, em linha com os metais e as bolsas europeias, após o Tribunal Constitucional da Alemanha ratificar, também nesta quarta-feira,a participação de Berlim no Mecanismo de Estabilidade Europeu (ESM, na sigla em inglês), abrindo o caminho para o Banco Central Europeu (BCE) ajudar as economias problemáticas da zona do euro.

Os investidores aguardam o resultado da reunião de política monetária do Federal Reserve Bank, o banco central dos Estados Unidos, que amanhã poderá anunciar medidas de estímulo para sustentar a recuperação da economia norte-americana. Ações de estímulo, sejam nos EUA, na Europa ou na China, tendem a impulsionar a demanda por petróleo.

Fora do quadro macroeconômico, o prêmio de risco do petróleo em meio a problemas de abastecimento pode estar crescendo, segundo analistas. Um ataque lançado ontem contra o consulado dos EUA na Líbia ajudou a alimentar a alta dos contratos nesta quarta, de acordo com Carsten Fritsch, analista de commodities do Commerzbank.

"(O ataque) é um lembrete de que toda a região, o Oriente Médio e o Norte de África, está longe de se estabilizar e que haverá mais incertezas quanto a interrupções de abastecimento", comentou Fritsch.

Na manhã desta quarta-feira, os participantes do mercado vão acompanhar os dados semanais de estoques de petróleo dos EUA, que o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) norte-americano divulgará às 11h30 (horário de Brasília). Pelos números não oficiais do American Petroleum Institute (API, do setor privado), os estoques do maior país consumidor de petróleo do mundo apresentaram crescimento de 221 mil barris na semana passada, para 359,018 milhões de barris.

Às 8h55 (horário de Brasília), o petróleo brent para outubro avançava 0,59% na ICE, para US$ 116,08 o barril. Já o contrato para outubro na Nymex subia 0,33%, a US$ 97,49 o barril. As informações são da Dow Jones.