Tamanho do texto

Banco alemão disse que não pedirá novos recursos para cumprir as regras de reserva de capital mais rígidas. Indicador do setor bancário alcança máxima em seis meses

Reuters

As ações europeias fecharam em alta nesta terça-feira, com os papéis do Deutsche Bank liderando um rali entre o setor bancário da zona do euro, depois de a instituição dizer que não pedirá novos recursos aos acionistas para cumprir as regras de reserva de capital mais rígidas.

Segundo números preliminares, o índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, fechou em alta de 0,32%, aos 1.107 pontos.

O indicador do setor bancário da zona do euro STOXX 600 avançou 1,7%, atingindo máximas em seis meses, com investidores ainda tranquilizados pela promessa do Banco Central Europeu (BCE) na semana passada de comprar bônus soberanos de países em dificuldades se estes se candidatarem a um resgate.

"Vemos alguma atividade norte-americana hoje nos mercados europeus, depois... do movimento do (presidente do BCE, Mario) Draghi", afirmou um operador baseado em Bruxelas. "Todo mundo acredita que, no curto prazo, estamos um pouco fora de perigo, porque há um chão", completou.

Em LONDRES, o índice Financial Times teve variação negativa de 0,02%, a 5.792 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 1,34%, para 7.310 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 teve valorização de 0,89%, a 3.537 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib ganhou 0,84%, para 16.226 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 teve alta de 0,93%, a 7.930 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 registrou alta de 0,75%, para 5.330 pontos.

(Reportagem de Francesco Canepa)