Tamanho do texto

Dimensão da oferta surpreendeu o mercado e diminuirá a participação do governo americano de 53% para cerca de 20% na companhia que já foi a maior seguradora do mundo

Reuters

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou no fim de domingo que venderá a maior parte da fatia na seguradora American International Group, o que tornará o governo um investidor minoritário pela primeira vez desde que resgatou a companhia no pior momento da crise financeira, há quatro anos.

Já se esperava que o Tesouro fosse vender ações neste mês, mas a dimensão da oferta planejada de US$18 bilhões foi uma surpresa que diminuirá a participação do governo de 53% para cerca de 20% na que já foi a maior seguradora do mundo.

A venda também resultará em uma série de mudanças para a AIG, sendo que a mais importante prevê que a seguradora passará a ser regulada pelo Federal Reserve, o banco central dos EUA, como uma instituição de poupança e financiamento, pois possui um banco de pequeno porte.

O Tesouro também perderá a possibilidade de ditar os termos de futuras vendas de ações.

A AIG afirmou que comprará até US$5 bilhões da oferta. Na semana passada, a companhia vendeu parte da fatia na seguradora asiática AIA para ajudar a financiar tal recompra.