Tamanho do texto

Movimento reflete a esperança de estímulo nos EUA após dados decepcionantes sobre emprego

Reuters

O dólar fechou em leve queda ante o real nesta segunda-feira pela terceira sessão seguida, refletindo ainda a expectativa de que o Federal Reserve, banco central dos norte-americano, possa anunciar medidas de estímulo monetário nesta semana.

A moeda norte-americana teve desvalorização de 0,30%, cotada a R$ 2,0225 na venda. Durante o dia, a moeda oscilou entre R$ 2,0193 e R$ 2,0275.

A espera por ações do Fed aumentou depois que foram divulgados dados abaixo do esperado sobre criação de empregos nos Estados Unidos na sexta-feira, dia em que os mercados brasileiros ficaram fechados devido ao feriado do Dia da Independência.

"Continua a expectativa por incentivos lá fora e isso pode limitar um pouco os negócios esta semana. Quem tiver que fazer um negócio vai fazer, mas quem puder esperar, não faz", disse o operador de câmbio da Renascença Corretora José Carlos Amado.

O Comitê de Mercado Aberto (Fomc) do Fed se reúne na quarta e na quinta-feira, quando parte do mercado espera que a autoridade monetária anuncie a injeção de mais dinheiro na economia por meio de uma nova rodada de compra de ativos, em operação chamada de "quantitative easing" (QE).

No caso de um terceiro QE, parte do dinheiro injetado poderá se dirigir a mercados emergentes como o Brasil, pressionando o dólar para baixo.

Nesta segunda-feira, no exterior, as divisas em geral tiveram leve baixa ante o dólar, com movimento de ajuste técnico. Às 17h45 (horário de Brasília), a moeda norte-americana tinha alta de 0,19% ante uma cesta de divisas. O euro, por sua vez, perdia 0,37 ante o próprio dólar.

A queda do dólar frente ao real, no entanto, ainda é limitada, na visão do operador de câmbio Amado, já que há receio de que o Banco Central possa atuar assim que a moeda norte-americana chegar perto do piso informal de R$ 2.

A última vez em que a divisa ameaçou romper os R$ 2, a autoridade monetária realizou um leilão de swap cambial reverso, que equivale à compra de dólares no mercado futuro.