Tamanho do texto

Investidores esperam potenciais intervenções de bancos centrais na Europa e nos EUA

Reuters

As ações europeias fecharam em baixa nesta segunda-feira, interrompendo um rali que já durava duas sessões, com investidores realizando lucros com os mercados menos expostos, como resultado de potenciais intervenções de bancos centrais na Europa e nos Estados Unidos.

Segundo números preliminares, o índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, fechou em queda de 0,25%, aos 1.103 pontos, depois de acumular avanço de 2,7% em rali nas duas sessões anteriores.

O apetite por risco aumentou com a expectativa de que o Federal Reserve, banco central norte-americano, anuncie medidas para estimular a economia na quinta-feira, assim como com o compromisso do Banco Central Europeu (BCE) na semana passada de comprar títulos de países em dificuldades se estes se candidatassem a um resgate.

"Com os últimos dados, há 50% de chances de que vejamos algum tipo de 'quantitative easing' (rodada de compra de ativos, ou QE), mas não esperaria um programa completo de QE3 como tem sido discutido no mercado", afirmou o chefe de gestão de investimentos na Swiss and Global, Stefan Angele.

O índice do setor de alimentos e bebidas caiu 1,2%, ampliando uma queda de duas sessões a partir de suas máximas históricas, e os papéis do setor de saúde perderam 0,7%, com investidores voltando suas atenções para ações de recursos básicos e de bancos, que subiram 0,78% e 0,30%, respectivamente.

Em LONDRES, o índice Financial Times teve variação negativa de 0,03%, a 5.793 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX recuou 0,01%, para 7.213 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 teve desvalorização de 0,37%, a 3.506 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib perdeu 0,11%, para 16.092 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 teve baixa de 0,32%, a 7.857 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 registrou alta de 0,23%, para 5.290 pontos.

(Reportagem de Francesco Canepa)