Tamanho do texto

Alta no dia foi de US$ 0,93 mas, na semana, commodity registrou queda de 0,05%

EFE

Nova York, 7 set (EFE).- O Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta sexta-feira em alta de 0,89%, cotado a US$ 96,42 por barril, após conhecer-se que a criação de emprego nos Estados Unidos em agosto não foi muito bem o que os analistas esperavam. Ao fim da sessão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de futuros do WTI para entrega em outubro, os de mais próximo vencimento, subiram US$ 0,93 centavos ao preço de fechamento da quinta-feira.

Desta forma o preço do barril de referência nos Estados Unidos registrou uma tímida queda semanal de 0,05%, em uma semana mais curta do que o habitual por causa da festividade do dia do Trabalho na segunda-feira passada.

Os operadores preferiram pelo terceiro dia consecutivo a compra de futuros do chamado "ouro negro" após conhecer-se que a economia americana criou somente 96 mil postos de trabalho no mês passado. Os números de criação de emprego ficaram abaixo dos 125 mil que os analistas tinham calculado, embora suficiente para reduzir em dois décimos a taxa de desemprego, para 8,1%, segundo o Departamento de Trabalho.

Por outro lado, os contratos de gasolina com vencimento em outubro, os de mais próximo vencimento, subiram US$ 0,02 para US$ 3,01 por galão (3,78 litros), com o que acumula queda semanal de 2,9%. Enquanto isso, os contratos de gasóleo para calefação, também para entrega esse mesmo mês, permaneceram sem alterações, fechando a US$ 3,14 por galão, com o que acumula queda semanal de 0,63%. Enquanto isso, os contratos de gás natural com vencimento em outubro caíram US$ 0,09 e terminaram a sessão em US$ 2,68 por cada mil pés cúbicos, com o que registram queda semanal de 3,94%. EFE elr/ma