Tamanho do texto

Indicador poderá dar sinais sobre a demanda por petróleo no país que mais consome a commodity no mundo; programa de compra de títulos do BCE dá suporte à commodity

Agência Estado

Os contratos futuros de petróleo operam em alta, com expectativas sobre o relatório do mercado de trabalho dos EUA previsto para as 9h30 (horário de Brasília), já que ele pode dar sinais sobre a demanda por petróleo no país que mais consome a commodity no mundo. "Nós esperamos um dia de negociações voláteis hoje, com o relatório dos EUA no foco, pois os participantes do mercado esperam que ele indique qual será a decisão de política monetária do Federal Reserve na próxima semana", comentou Andrey Kryuchenkov, analista do VTB Capital.

VejaPlano do BCE pode salvar o euro, mas não elimina crise

O petróleo também encontra suporte nos dados divulgados na quinta-feira (6) que mostraram queda nos estoques nos EUA na semana passada e na decisão do Banco Central Europeu (BCE) de voltar a comprar bônus soberanos da zona do euro para ajudar a soluciona a crise de dívida da região. No entanto, o movimento do BCE "não fará muito para melhorar a demanda por petróleo na Europa" no curto prazo, segundo Olivier Jakob, diretor-gerente da consultoria Petromatrix.

TambémBolsas na Europa sobem antes de relatório de emprego nos EUA

"Os preços do petróleo na Europa estão tão altos que apenas uma redução dos preços ampliará a demanda", afirmou. Enquanto isso, rumores de que a liberação dos estoques estratégicos está sendo discutida nos EUA começam a limitar os ganhos do petróleo, segundo analistas. "O rumor é de entre 100 milhões e 180 milhões de barris, o que excede os 60 milhões de barris liberados em todo o ano passado", afirmaram analistas do Commerzbank. Às 8h38 (horário de Brasília), o petróleo para outubro negociado na Nymex subia 0,65%, para US$ 96,15 por barril, e o brent para outubro avançava 0,60% na ICE, para US$ 114,17 por barril. As informações são da Dow Jones