Tamanho do texto

Indicadores, no entanto, recebem suporte no plano de compra de bônus do Banco Central Europeu e de notícias sobre investimentos da China em infraestrutura

Agência Estado

Os índices futuros das bolsas de Nova York apontam para uma abertura em direções divergentes, após reduzirem os ganhos com a divulgação de dados abaixo do esperado da criação de empregos nos Estados Unidos. Os mercados estão recebendo algum suporte, no entanto, dos detalhes do plano de compra de bônus do Banco Central Europeu (BCE) e notícias sobre investimentos da China em infraestrutura, divulgados ontem.

Às 10h57 (pelo horário de Brasília), o índice futuro Dow Jones subia 0,13%, o Nasdaq caía 0,03% e S&P 500 tinha alta de 0,19%. O Departamento do Trabalho dos EUA informou que a economia norte-americana criou 96 mil empregos em agosto, abaixo da alta de 125 mil vagas esperada pelos economistas ouvidos pela Dow Jones. Além disso, os números do relatório de julho foram revisados em baixa para mostrar a criação de 141 mil postos de trabalho, ante alta de 162 mil reportada anteriormente.

MaisEmprego cresce menos que o esperado nos EUA, mas desemprego cai

Já a taxa de desemprego nos EUA diminuiu para 8,1% em agosto, de 8,3% em julho, um resultado melhor do que a previsão dos economistas ouvidos pela Dow Jones de que o número permaneceria em 8,3%. O relatório foi divulgado apenas alguns dias antes de uma reunião crucial do Federal Reserve (Fed). O presidente do BC dos EUA, Ben Bernanke, falou em uma conferência em Jackson Hole, Wyoming, na semana passada, que o Fed não deve descartar novos esforços para reduzir o que ele descreveu como desemprego gravemente elevado.

O presidente do BCE, Mario Draghi, divulgou na quinta-feira (6) os detalhes do novo programa de compra de bônus, chamado agora de Transações Monetárias Completas (OMT, na sigla em inglês)após anunciar a manutenção da taxa básica de juros da zona do euro em 0,75%. O programa será concentrado em títulos com vencimento de um a três anos e não há limite para o tamanho das compras desses papéis.

TambémPlano do BCE pode salvar o euro, mas não elimina crise

Além disso, o BCE irá aceitar as mesmas condições dos investidores privados nas compras de bônus, abrindo mão da sua condição de credor sênior, que lhe concede prioridade no pagamento das dívidas. Na China, Xu Lin, diretor do Departamento de Assuntos Fiscais e Financeiros da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, disse que o país tem fundos suficientes para projetos de infraestrutura, considerando os elevados níveis de poupança nos bancos do país.

Segundo ele, o financiamento do governo em projetos de infraestrutura era necessário. No front corporativo, as ações da Coca-Cola subiam 1,71% no pré-mercado no horário citado acima, após o SunTrust Banks anunciar que venderá US$ 1,2 bilhão em papéis da companhia como parte de um esforço para sustentar seu balanço. As ações da Apple recuavam 0,07%.

LeiaChina aprova US$ 157 bilhões em estímulos à economia

A companhia está em conversações para obter uma licença de música para um serviço de rádio similar ao popular operado pela Pandora, afirmaram fontes com conhecimento do assunto ao The Wall Street Journal. No câmbio, o euro era negociado em US$ 1,2770, de US$ 1,2632 no fim da quinta-feira. O dólar operava em 78,27 ienes, de 78,86 ienes. Entre as commodities, o contrato do petróleo para outubro negociado na New York Mercantile Exchange (Nymex) subia 0,23%, para US$ 95,75 o barril. As informações são da Dow Jones.