Tamanho do texto

Dólar à vista fechou a R$ 2,040 no mercado de balcão, com queda de 0,15%

O dólar abriu em leve alta ante o real, mas inverteu o sinal na sequência para permanecer em declínio em grande parte desta quarta-feira. O movimento acompanhou os ganhos do euro ante a moeda norte-americana, na expectativa por medidas do Banco Central Europeu (BCE), na reunião de política monetária desta quinta-feira. Também contribuiu para o movimento, principalmente na parte da manhã, as notícias de emissão externa, em dólares, do Tesouro Nacional.

O declínio, porém, perdeu intensidade no mercado doméstico no período vespertino, com a cautela dos investidores em relação ao temor relacionado ao crescimento mundial, o que fez com que o dólar avançasse ante uma gama de divisas de elevada correlação com os preços das commodities. Também limita os movimentos do dólar a percepção de agentes do mercado sobre a disposição do governo em manter a moeda oscilando no intervalo informal, de R$ 2,00 a R$ 2,10.

O dólar à vista fechou a R$ 2,040 no mercado de balcão, com queda de 0,15%. Na máxima, o dólar foi a R$ 2,0425 e marcou R$ 2,0360 na mínima.

Na BM&F, a moeda spot fechou em R$ 2,0440, com ganho de 0,17% (dado preliminar). O giro financeiro total somava US$ 1,527 bilhão (US$ 1,445 bilhão em D+2) pouco depois das 16h30 horas. No mesmo horário, o dólar para outubro de 2012 estava cotado R$ 2,0475 (-0,17%).

Os investidores seguem em compasso de espera antes da reunião do BCE, nesta quinta-feira, da divulgação dos dados do mercado de trabalho nos Estados Unidos, na sexta-feira, e da reunião do Federal Reserve, na próxima semana.