Tamanho do texto

Investidores evitam apostas fortes antes da reunião da quinta-feira do Banco Central Europeu

Reuters

As ações europeias fecharam praticamente estáveis nesta quarta-feira, após atingirem ao longo da sessão sua mínima em um mês, com os investidores evitando apostas fortes antes da reunião da quinta-feira do Banco Central Europeu (BCE), que pode anunciar na ocasião detalhes sobre um plano de compra de bônus.

Tempo real: acompanhe Bovespa, Dow Jones, Nasdaq e o dólar

Segundo números preliminares, o índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, fechou com variação positiva de 0,03 por cento, aos 1.079 pontos, depois de atingir 1.074 pontos durante a sessão, sua mínima desde o início de agosto.

As ações mostraram alguma recuperação na segunda metade do pregão, após uma reportagem afirmar que o BCE planeja comprar quantidades ilimitadas de títulos de curto prazo da dívida para aliviar a crise financeira da região, mas um tom de maior cautela retornou aos mercados pouco depois.

"Os investidores estão buscando alguma visibilidade. Se de fato tivermos detalhes concretos sobre os planos de compra de títulos do BCE, há potencial para uma grande reação nos mercados", afirmou o estrategista do HSBC Securities Robert Parkes.

"Preocupações com o crescimento global estão começando a superar os temores de uma ruptura na zona do euro. Seria esperado que os setores europeus como os de bancos, telecomunicações e utilidades públicas tivessem performances melhores nesse tipo de cenário", completou.

Em LONDRES, o índice Financial Times caiu 0,25 por cento, a 5.657 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 0,46 por cento, para 6.964 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 teve valorização de 0,20 por cento, a 3.405 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib perdeu 0,62 por cento, para 15.128 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 teve ligeira alta de 0,08 por cento, a 7.494 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 registrou leve perda de 0,04 por cento, para 5.049 pontos.

(Reportagem de Atul Prakash)