Tamanho do texto

No acumulado de janeiro a julho de 2012, a remessa de lucros soma US$ 11,700 bilhões, menos que os US$ 20,590 bilhões registrados em igual período de 2011

Agência Estado

Empresas multinacionais instaladas no Brasil enviaram US$ 1,719 bilhão às sedes na forma de remessas de lucros e dividendos em julho. O dado foi divulgado nesta quinta-feira pelo Banco Central e mostra ligeira redução na comparação com igual do mês do ano passado, quando as transferências somaram US$ 1,822 bilhão. No acumulado de janeiro a julho de 2012, a remessa de lucros soma US$ 11,700 bilhões, menos que os US$ 20,590 bilhões registrados em igual período de 2011.

O BC informou também que o pagamento de juros atrelados a dívidas contraídas no exterior somou US$ 1,768 bilhão no mês passado e alcançou US$ 6,239 bilhões no acumulado dos sete primeiros meses do ano. No mês das férias escolares no País, a conta de viagens internacionais registrou déficit de US$ 1,464 bilhão. Segundo o BC, as despesas pagas por brasileiros no exterior superaram em quase US$ 1,5 bilhão a receita obtidas com turistas estrangeiros em passeios pelo Brasil.

MaisDéficit em transações correntes soma US$ 3,7 bilhões em julho

Apesar das férias, o saldo negativo da conta de viagens internacionais diminuiu na comparação com igual mês do ano passado, quando o déficit ficou em US$ 1,759 bilhão. No acumulado dos sete primeiros meses de 2012, o déficit da conta de viagens soma US$ 8,695 bilhões, muito próximo do saldo negativo de US$ 8,728 bilhões verificado em igual período de 2011.

É válido lembrar que o Banco Central tem dito, nos últimos meses, que a valorização do dólar em relação ao real e a desaceleração da economia brasileira tendem a acomodar os gastos de brasileiros em viagens no exterior que, até o ano passado, batiam recordes sucessivos.

Ações

O BC informou também que o investimento estrangeiro em ações de empresas brasileiras somou US$ 3,0 milhões em julho, informou há pouco o Banco Central. No mesmo mês do ano passado, esse valor chegava a US$ 1,755 bilhão. O resultado do mês passado reflete compras líquidas de US$ 79,0 milhões em papéis negociados no País. Em relação às ações de empresas brasileiras negociadas no exterior, o resultado ficou negativo em US$ 76,0 milhões.

No acumulado do ano, o investimento estrangeiro em ações soma US$ 2,899 bilhões, ante US$ 5,620 bilhões nos sete primeiros meses de 2011. O saldo de investimentos em ações negociadas no País entre janeiro e julho de 2012 está positivo em US$ 3,017 bilhões. Já o investimento em ações brasileiras negociadas no exterior está negativo em US$ 118 milhões no acumulado deste ano.

TambémFluxo cambial é positivo em US$ 22,7 bilhões no ano até 10 de agosto

Já o investimento estrangeiro em títulos de renda fixa brasileiros somou US$ 1,667 bilhão em julho e chega a US$ 6,278 bilhões no acumulado do ano. O resultado de 2012 é quase metade dos US$ 11,166 bilhões verificados nos sete primeiros meses de 2011. Em relação ao investimento em títulos no acumulado de 2012, as aplicações somam US$ 2,776 bilhões em papéis negociados no País e US$ 3,502 bilhões em títulos negociados no exterior.