Tamanho do texto

David Walker, que foi do Banco Central inglês, ficará no comando do banco a partir de 1º de novembro, em substituição a Marcus Aigus, que renunciou em julho

AFP

O banco britânico Barclays anunciou nesta quinta-feira que o industrial David Walker será seu novo presidente a partir de 1º de novembro, em substituição a Marcus Aigus, que renunciou em julho, após o escândalo das manipulações das taxas interbancárias Libor.

Veja mais:   Vice-presidente do Barclays rejeita cargo de presidente

Barclays está envolvido em novo escândalo

O Libor e o Euribor servem de referência a produtos financeiros e podem impactar diretamente nos empréstimos a particulares e a empresas. Um painel dos bancos fixam essas taxas em função da demanda de empréstimos interbancários.O

escândalo da Libor estourou em 27 de junho, quando o Barclays revelou que pagaria 360 milhões de euros (450 milhões de dólares) para por fim a investigações dos reguladores britânicos e norte-americanos em um caso de manipulação das taxas interbancárias britânicas Libor e europeia Euribor entre 2005 e 2009.

A revelação dessas manipulações custou o cargo dos principais dirigentes do segundo maior banco britânico, que foram obrigados a dar explicações ante a Câmara dos Comuns.

Veja também:  Ex-CEO do Barclays abre mão de até 20 milhões de libras em bônus

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.