Tamanho do texto

No período, bolsa foi única opção de investimento que registrou perdas, com queda de 4,23%

O ouro foi a melhor aplicação do primeiro semestre, com valorização de 8,79% no período. O metal também havia fechado 2011 como investimento mais rentável ao longo do ano, quando teve alta de 15,8%. "Quando existe turbulência nos mercados, o ouro costuma ser um lugar onde os investidores se refugiam", diz Fabio Colombo, administrador de investimentos. 

O ouro é uma opção de investimento com pouca liquidez no mercado interno, por isso as cotações podem ser um pouco imprecisas. O preço do metal, no Brasil, é composto por duas variáveis: o preço do dólar e a cotação do ouro no exterior. Assim, a alta do dólar nos últimos meses também colabora para a valorização do ouro.

O dólar, que liderava o ranking até ontem, fechou em forte queda nesta sexta-feira , mas encerrou o semestre com forte valorização, de 7,54%. Foi a segunda melhor opção de investimento. 

- Dólar despenca mais de 3% nesta sexta-feira e vai a R$ 2,01

Já as ações, que tiveram um bom momento no primeiro trimestre , reverteram a tendência e fecham o semestre com perdas entre os papéis mais negociados. O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, encerra o período com queda de 4,23%. Assim, a bolsa é a única opção de investimento que fecha o semestre com rentabilidade negativa (veja o gráfico).

- Nesta sexta-feira, bolsa fecha em alta de 3,23%, após forte queda nos últimos dias

"As principais bolsas do mundo tiveram perdas no semestre, devido à crise na Europa. No Brasil, parte desse resultado se deveu ao péssimo desempenho da ação da Petrobras, após o reajuste dos combustíveis ficar aquém das expectativas", diz Colombo.

Melhores aplicações de 2012

Veja o desempenho das principais opções de investimento no primeiro semestre

Gerando gráfico...
Fonte: Fabio Colombo / Variação em %

A poupança rendeu 0,48% em junho, afetada pela mudança na rentabilidade da caderneta – antes, ela rendia pelo menos 0,5% ao mês. "A alteração é pequena e, na verdade, a poupança está bem competitiva. Se o aplicador não conseguir uma boa taxa de administração num fundo de renda fixa, ela compensa mais", diz Colombo. No semestre, a poupança acumula rentabilidade líquida de 3,29%.

"Nos próximos meses, os principais fatores que irão influenciar os mercados serão a aceitação das medidas de ajuste na Europa e os dados de crescimento dos EUA e da China", diz o administrador.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.