Tamanho do texto

Agência diz que valores de empresas do setor de cosmético são muito altos e aquisição de pequenas não seria interessante

Coty produz perfumes para marcas como  Calvin Klein, adidas, Rimmel, OPI e Chloe
Getty Images
Coty produz perfumes para marcas como Calvin Klein, adidas, Rimmel, OPI e Chloe

Os US$ 700 milhões que a francesa Coty pretende captar em sua oferta pública inical de ações (IPO, na sigla em inglês), podem não ser suficientes caso a empresa pretenda fazer alguma aquisição. Este é o comentário da agência de classificação de risco Fitch, que acredita que a empresa poderá precisar de mais recursos.

A Coty enviou hoje à Securities and Exchange Commission (SEC), a comissão de valores mobiliários dos Estados Unidos, pedido para realizar uma oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) de ações em Wall Street , apesar de não ter especificado em qual bolsa pretende se listar.

Para a agência, o caixa de US$ 520 milhões da Coty e a viabilidade de US$ 580 milhões em crédito também não seriam suficientes. A Fitch lembra que os valores de empresas ligadas a cosméticos são muito altos.

A agência também avalia que as pequenas empresas do setor não seriam aquisições interessantes, especialmente depois que a Unilever comprou a Alberto-Culver, dos Estados Unidos, por um preço 15 vezes maior que o seu lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês).

Mas ainda há opções interessantes que podem trazer sinergias à operação da Coty, depois de falhar em comprar a Avon . Para a agência, os alvos preferenciais deveriam ser escolhidos para fortalecer a operação da empresa na América Latina. Neste caso, Boticário e Natura seriam os melhores investimentos.

Se quisesse adquirir a Natura, porém, a francesa precisaria de um valor próximo de US$ 10 bilhões. Isso aumentaria sua alavancagem financeira, já elevada. Ao fim de março, a relação entre dívida líquida e Ebitda, indicador que mede a alavancagem, estava em 4,1 vezes, segundo a própria companhia.

No fim, a Fitch acredita que o fato de a operação entre Avon e Coty ter falhado não foi um evento tão negativo. As duas combinadas elevariam em muito seu nível de endividamento e a Coty poderia ficar alavancada em até 5 vezes, afetando seu perfil de crédito.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.