Tamanho do texto

No trimestre fiscal encerrado em 2 de junho, a RIM reportou um prejuízo de US$ 518 milhões

RIM registrou prejuízo de US$ 518 milhões e, como consequência, vai cortar 5 mil funcionários
Getty Images
RIM registrou prejuízo de US$ 518 milhões e, como consequência, vai cortar 5 mil funcionários

Depois de apresentar um resultado fraco no trimestre fiscal mais recente, a fabricante de celulares Research In Motion (RIM), dona do BlackBerry, viu suas ações caírem 19,06% no pregão da Nasdaq. No pregão encerrado há pouco, os papéis da companhia recuaram em US$ 1,74, e encerraram o dia cotados a US$ 7,38. Às 17h55, no after market, nova queda: 0,14%.

Com a queda nas ações, o valor de mercado da companhia canadense está abaixo dos US$ 4 bilhões, ou vinte vezes menos do que o valor que ela tinha em seu auge, em 2008.

Os investidores não ficaram nada satisfeitos com o desempenho da companhia no último trimestre nem com os planos futuros da companhia, anunciados ontem.

A RIM anunciou que os celulares da família 10, apresentados no mês passado e considerados a tábua de salvação da companhia na competição com Apple e Samsung no mercado de smartphones, não chegarão ao mercado antes de 2013.

A fabricante também anunciou que cortará 5 mil funcionários, ou cerca de um terço de sua atual força de trabalho, de 16,5 mil pessoas.

No trimestre fiscal encerrado em 2 de junho, a RIM reportou um prejuízo de US$ 518 milhões — o quarto resultado negativo seguido em mais de sete anos — e uma redução de 33% na receita.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.