Tamanho do texto

O papel ON da petroleira caiu 8,33% e o PN, -8,95%

O principal índice de ações da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera nesta segunda-feira com fortes perdas , em linha com o observado em Wall Street. Não bastasse a tensão sobre a crise europeia, a desvalorização acentuada das ações da Petrobras empurra o Ibovespa para baixo. Os papéis da estatal petrolífera se destacam na ponta negativa.

A ação ON da petroleira caiu 8,33% e o PN, -8,95%. O mercado digere o reajuste do preço dos combustíveis da Petrobras, anunciado na sexta-feira à noite , quando os negócios já estavam encerrados.

Diário Oficial publica decreto que reduz a CIDE a zero

Na semana passada, as ações da empresa acumularam ganhos fortes embaladas pela expectativa de que os preços seriam corrigidos. Os percentuais anunciados vieram abaixo do esperado e isso ajuda a impor uma correção para baixo - afetando o desempenho do Ibovespa, dado o peso das ações da Petrobras na composição do índice.

As apostas do mercado eram de que o reajuste ficaria entre 10% e 15% para a gasolina, mas a taxa ficou em 7,83%. Em Nova York, as bolsas registravam perdas superiores a 1%, assim como os principais índices de ações na Europa.

As preocupações com a crise europeia e a falta de esperança em relação ao encontro dos líderes da União Europeia, marcado para os dias 28 e 29, determinam o pessimismo nos mercados globais.

* Com Valor Online


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.