Tamanho do texto

Fundo de participações estatal passará a fazer parte do acordo de acionistas e terá um assento no conselho de administração

A Light assinou o contrato para a entrada do BNDESPar no capital de sua subsidiária Renova Energia, por meio de um aumento de capital de até R$ 314,7 milhões. Segundo comunicado, arquivado pela companhia na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o fundo de participações estatal passará a fazer parte do acordo de acionistas e terá um assento no conselho de administração.

O BNDESPar se comprometeu a subscrever pelo menos R$ 250 milhões na capitalização. Caso os minoritários não acompanhem o aumento de capital, após o exercício de preferência, o BNDESPar pode completar sua participação por meio do rateio e do leilão das sobras. O valor por ação no aumento de capital será de R$ 9,33 — ou seja, cada unit da companhia, formada por uma ação ordinária (com direito a voto) e duas preferenciais (sem direito a voto), sairá por R$ 27,99, cerca de 10% abaixo da cotação da companhia no pregão de hoje, de R$ 30,77.

A Renova é o braço de energia renovável da Light que, juntamente com a RR Participações e a Infrabrasil Investimentos, detém 79,5% do capital da companhia. Esse bloco de controle cederá seus direitos de subscrição ao BNDESPar e pagará uma comissão de 0,5% ao fundo de participações estatal pela garantia prestada na operação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.