Tamanho do texto

Executivo é substituído por Hélio Lima Magalhães, ex-chefe da Amex no Brasil e no México


Marin deixa o comando do Citi após sete anos
Eduardo Lopes/Imagem Paulista
Marin deixa o comando do Citi após sete anos

O presidente do Citigroup no Brasil, Gustavo Marin está deixando a instituição depois de sete anos no comando do banco americano.

Para seu lugar, foi escolhido o executivo Hélio Lima Magalhães, de acordo com comunicado à imprensa. Hélio Lima ficou 12 anos na bandeira de cartões American Express, onde ocupou cargos como presidente da Amex no Brasil e no México.

Leia também:  Citibank quer a classe média brasileira

O executivo também já trabalhou no Citi entre 1988 e 2001. O novo presidente vai se reportar a Francisco Aristeguieta, o chefe das operações do Citi na América Latina. No comunicado, ele destaca que o Brasil é "um mercado que se destaca dentro dos mercados emergentes do mundo e que é essencial para a concretização do projeto de crescimento do Citi na América Latina".

Gustavo Marin entrega ao editor de Economia do iG, Ilton Caldeira, o prêmio Citi de Jornalismo Econômico, em maio
Divulgação
Gustavo Marin entrega ao editor de Economia do iG, Ilton Caldeira, o prêmio Citi de Jornalismo Econômico, em maio

Gustavo Marin estava no comando do Citi no Brasil desde 2005, quando substituiu Alcides Amaral. Ao todo, o executivo ficou 14 anos no banco americano. O Citi tem 7 mil funcionários no Brasil, mais de 400 mil contas de varejo, 101 agências, 100 lojas Credicard (a financeira do banco) e 5 milhões de cartões de crédito, de acordo com o comunicado. 

Em maio, o iG foi premiado com os segundo e terceiro lugares no Prêmio Citibank de Excelência em Jornalismo Econômico, condedido aos jornalistas Ilton Caldeira e Yan Boechat. Marin entregou os prêmios, durante almoço realizado em São Paulo.

( Com Agência Estado )

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.