Tamanho do texto

Expectativa do anúncio influenciou queda das principais bolsas nesta quinta-feira

A agência de qualificação de risco Moody's rebaixou nesta quinta-feira sua nota para 15 bancos, incluindo cinco dos principais de Wall Street: Bank of America, Citigroup, Goldman Sachs, JPMorgan e Morgan Stanley, em razão de sua elevada exposição à volatilidade dos mercados.

O rebaixamento, de um a dois degraus na maioria dos casos, afeta também nove bancos europeus, entre eles o alemão Deutsche Bank, o francês BNP Paribas, o suíço Credit Suisse e o Royal Bank of Canada.

Mercados:  Bovespa fecha em forte queda com temores do rebaixamento e da crise

Câmbio:  Dólar sobe mais de 1% acompanhando piora do cenário externo

A agência disse nesta quinta-feira que os bancos foram rebaixados porque suas perspectivas de rentabilidade e de crescimento no longo prazo estão diminuindo.

O rebaixamento significa que fica mais caro para os bancos arrecadarem dinheiro com a emissão de títulos de dívida.

Veja abaixo a lista de bancos atingidos e as novas classificações

Corte de um nível:

HSBC rebaixado para Aa3 de Aa2

Lloyds TSB rebaixado para A2 de A1

RBS rebaixado para Baa1 de A3

Corte de dois níveis:

Bank of America rebaixado para Baa2 de Baa1

BNP Paribas rebaixado para A2 de Aa3

Barclays rebaixado para A3 de A1

Citigroup rebaixado para Baa2 de A3

Credit Agricole rebaixado para A2 de Aa3

Goldman Sachs rebaixado para A3 de A1

JP Morgan Chase rebaixado para A2 de Aa3

Morgan Stanley rebaixado para Baa1 de A2

RBC rebaixado para Aa3 de Aa1

UBS rebaixado para A2 de Aa3

Corte de três níveis:

Credit Suisse rebaixado para (P)A2 de (P)Aa2

Petroleiras:  Moody's critica estatais que priorizam retorno ao governo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.