Tamanho do texto

O anúncio sobre a decisão de listar a empresa na Bolsa de Nova York foi feito em 3 de abril pela agência de investimentos 3G Capital

Bernardo Hees, CEO da rede Burger King, durante visita à Bolsa de Nova York
AP
Bernardo Hees, CEO da rede Burger King, durante visita à Bolsa de Nova York

As ações do Burger King voltaram hoje para o pregão na bolsa de Nova York (NYSE) e apresentam forte alta em seu primeiro dia. Por volta das 12h24 (horário de Brasília), os papéis da rede de restaurantes registravam alta de 3,8%, sendo negociados a US$ 15,05. As ações abriram o pregão valendo R$ 14,50.

O anúncio sobre a decisão de listar a empresa na Bolsa de Nova York foi feito em 3 de abril pela agência de investimentos 3G Capital, proprietária da marca. Naquela data, a companhia firmou o acordo de venda de 29% da rede para a Justice Holdings, grupo de investidores estrangeiros com sede no Reino Unido, por US$ 1,4 bilhão.

A volta à bolsa ocorre depois da conclusão do acordo com a Justice Holdings. Com isso, a 3G Capital continua como acionista majoritária com uma participação de 71% na companhia combinada de capital aberto. A 3G Capital tem entre seus sócios os investidores Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira, além de Alexandre Behring e Bernardo Hees.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.