Tamanho do texto

Moeda americana sobe sustentada por temores sobre sustentabilidade da dívida espanhola e devido a dúvidas sobre novo governo grego

O dólar inicia a semana em alta ante o real, sustentado por preocupações com a Espanha e com a formação de um governo de coalizão na Grécia, um dia após o partido conservador Nova Democracia vencer as eleições gregas. Às 10h25 desta segunda-feira, o dólar comercial valorizava-se 0,70%, a R$ 2,058 na venda. Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), o dólar futuro para julho tinha oscilação positiva de 0,46%, a R$ 2,063 na venda.

MaisBolsas europeias operam sem sentido definido; mercados asiáticos sobem

O movimento da moeda americana no Brasil reflete o observado no exterior, onde o euro perdia 0,17%, para US$ 1,2619, e o ICE U.S Dollar Index, que mede o desempenho do dólar em relação às principais divisas, ganhava 0,37%, a 82,10 pontos. A demanda por ativos seguros é sustentada por persistentes temores relacionados à sustentabilidade da dívida espanhola.

TambémG7 diz que permanência da Grécia na zona do euro "é do interesse de todos"

Os juros dos papéis do governo da Espanha de dez anos disparam acima de 7,1%, nível considerado insustentável, mesmo após o país garantir 100 bilhões de euros em socorro a seu sistema financeiro. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.