Tamanho do texto

Contrato do petróleo Brent para agosto subia 0,25%, para US$ 97,41 o barril, enquanto o WTI para julho avançava 0,23%, para US$ 84,10 o barril, na Nymex

Os contratos futuros de petróleo operam em leve alta em meio à especulação de que o Federal Reserve (Fed) introduzirá medidas de estímulo em sua reunião na próxima semana. Às 9h12 (pelo horário de Brasília), o contrato do petróleo Brent para agosto subia 0,25%, para US$ 97,41 o barril, na plataforma Brent, em Londres. O contrato do petróleo WTI para julho avançava 0,23%, para US$ 84,10 o barril, na Nymex.

Os preços do Brent e WTI estão sendo negociados dentro de uma faixa estreita, em Londres. Alguns comerciantes estão de lado antes de uma agenda cheia de eventos que podem mover o mercado na próxima semana, incluindo a eleição na Grécia no domingo e a reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed), cuja decisão será anunciada na próxima quarta-feira.

LeiaPetróleo avança 1,6% por Opep e à espera de Fed agir

David Wech, analista da JBC Energy, disse que cresce a probabilidade de que o Fed busque novas medidas de estímulo. Ele citou os sinais negativos vindos do mercado de trabalho dos Estados Unidos, como a alta do número de pedidos de auxílio-desemprego na semana passada, pela quinta vez nas últimas seis semanas. Um pacote de estímulo adicional poderia impulsionar o crescimento econômico e demanda dos consumidores por produtos petrolíferos.

A decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) de manter o seu teto de produção inalterado em 30 milhões de barris por dia e reduzir o excesso produção também forneceu suporte para os preços, disseram analistas, embora a decisão fosse amplamente esperada.

Saiba maisOpep mantém limite de produção em 30 milhões de barris de petróleo por dia

Thina Saltvedt, analista do Nordea Bank Norge, disse que o resultado das conversações entre o Irã e o Ocidente nas próximas segunda-feira e terça-feira sobre o nível mais elevado de enriquecimento de urânio vão provavelmente orientar a direção dos preços do petróleo. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.