Tamanho do texto

Serviço introduzido na Grã-Bretanha se baseia no uso de smartphones para fazer saques de dinheiro

Clientes dos bancos Royal Bank of Scotland (RBS) ou NatWest - que pertencem ao Grupo RBS - poderão, por meio de seus smartphones, usar um aplicativo de mobile banking (como são conhecidos os aplicativos de telefonia celular para correntistas de bancos) para retirar até100 libras (cerca de R$ 320).

Os usuários recebem uma senha de seis dígitos para retirar dinheiro em uma máquina de caixa eletrônico.

MaisContas poderão ser pagas pelo celular até 2014

Um sistema similar foi desenvolvido pela operadora de caixas eletrônicos NCR. Através dele, os usuários usam seus smartphones para escanear um código de barras nos caixas eletrônicos para retirar dinheiro.

O serviços são mais um novo desenvolvimento dentro de uma tendência há muito prevista de se utilizar smartphones como se fossem carteiras digitais.

'Simples e seguro'

Representantes do Grupo RBS afirmam que o novo sistema ajudará clientes que esqueceram seus cartões bancários ou que querem realizar transferências bancárias rapidamente.

"É uma forma simples e segura de fazer com que nossos clientes retirem dinheiro quando quiserem e onde quer que seja'', afirmou Ben Green, que comanda a divisão de telefonia móvel do RBS e do NatWest.

O serviço está disponível para clientes que baixaram o aplicativo gratuito e que utilizam as 8 mil caixas eletrônicas dos bancos RBS, NatWest e do supermercado Tesco na Grã-Bretanha. O aplicativo, de acordo com representantes do RBS, já foi instalado por 2,6 milhões de pessoas em seus smartphones.

Atualmente, o limite para clientes que usam cartões de crédito e de débito em caixas eletrônicos é de300 libras(cerca de R$ 960). Inicialmente, o limite para retirada sem cartões será de100 libras(cerca de R$ 319,50).

O acesso ao aplicativo exige uma senha e, como medida de segurança, o código necessário para operações de retirada permanece oculto até que o usuário toque na tela de seu smartphone.

Já a tecnologia desenvolvida pela NCR se baseia em um software que permite que pessoas escaneiem um código de barras com seus smartphones nos caixas eletrônicos, que, por sua vez, liberam a quantidade de dinheiro digitada no celular.

Mas a NCR ainda está buscando bancos ou outras instituições financeiras que adotem o seu software.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.