Tamanho do texto

O euro ficou ligeiramente mais forte do que o dólar na terça-feira, ficando US$ 1,2490  durante a maior parte da sessão em Nova York

O euro ficou ligeiramente mais forte do que o dólar na terça-feira, ainda que as negociações tenham sido feitas com uma margem apertada de ganho, com os investidores mantendo o foco nas incertezas sobre como a Espanha vai administrar os fundos da União Europeia no resgate a seus bancos. A moeda comum chegou a subir para US$ 1,2529, mas recuou para perto de US$ 1,2490 durante a maior parte da sessão em Nova York.

Leia também: Bolsas da Europa operam em alta com especulações sobre ajuda do Fed

O yield dos bônus de 10 anos do governo espanhol atingiu o nível crítico de 7%, refletindo as preocupações de que o resgate de US$ 125 bilhões para os bancos possa não ser suficiente. O nível de 7% é psicológico, amplamente considerado insustentável porque tem incitado resgates para países da zona do euro como a Grécia.

O yield dos bônus de 10 anos da Espanha atingiram 6,80%, ao mesmo tempo que os yields dos bônus da Itália com mesmo vencimento chegaram a 6,26%, o maior nível deste ano, segundo o Tradeweb.

A falta de detalhes esclarecedores sobre o acordo espanhol está mantendo alguns investidores de lado, à espera de outro evento importante: as eleições na Grécia no próximo final de semana. Essas incertezas não apenas criam um obstáculo ao rali do euro, como também "continuarão a perturbar os mercados", afirmou Douglas Borthwick, diretor do Faros Trading in Stamford, Conn. "É improvável que o euro venha a ter uma apreciação considerável antes das eleições gregas", acrescentou.

No fim da tarde, em Nova York, o euro era negociado a US$ 1,2504, de US$ 1,2483 na segunda-feira. O iene estava cotado a 79,52 por dólar, ante 79,43 por dólar na última sessão, e a 99,42 por euro, de 99,15 ienes por euro no fim da tarde de segunda-feira. A libra estava em US$ 1,5569, de US$ 1,5458 na sessão anterior. O dólar estava em 0,9620 franco suíço, de 0,9595 franco na segunda-feira. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.